Tamen de Gushi: a história delas

group_promo_1

Postagem feita com amor, sobre uma história de amor,  para a Corrente de reviews!

Se aproximar daquele “amor à primeira vista” sem causar mal entendidos é uma tarefa difícil. E quando você é uma garota, e ela também é, as coisas podem complicar ainda mais! E só sobre essa premissa que nossa comédia romântica, leve como um pena, começa.

Tamen de Gushi (Begin With Your Name/Their Story) era um mangá, ou melhor, uma webcomic chinesa que já estava na minha mira faz algum tempo. Depois de apreciar 19 Tian e Mosspaca Adverseting Departament, ir atrás dele seria apenas natural. A indicação da Corrente de Reviews (feita pelo nosso querido podcast hipster que já é tradicional na esfera de blogs “otacos” brasileira, o AoQuadrado) por sorte serviu como incentivo para eu finalmente tocar na série, e por consequência escrever algo sobre.

Para quem não me conhece e encontrou o site pela corrente: sou conhecida como Jessica/Yukinaime, e esse é o meu blog pessoal. Talvez alguém me conheça pelos meus posts quando fazia parte do Intoxicação Animentar ou pelo meu Twitter, mas isso não vem ao caso.

E, para os que não ainda não conhecem a obra, a estória segue Sun Jing, uma estudante que um dia encontra com outra menina desconhecida, Qui Tong, no ponto de ônibus. Foi amor à primeira vista. Aos poucos, as duas vão se conhecendo melhor e vai nascendo uma verdadeira relação de afeição. Enquanto Sun Jing se aproxima já com intenções românticas, Qui Tong vai aos poucos percebendo isso. E essa série de desentendimentos que causa boa parte do humor do mangá.

tamen-de-gushi-105-pic-7

Se o seu ecchi genérico pode fazer isso, então porque o yuri também não?

Se você já entrou em contato com 19 Tian, provavelmente já tem uma ideia do formato da obra. Diferente de mangás japoneses em preto e branco, ou mesmo webcomics coreanas que são publicadas num formato de tiras longas para o leitor ir descendo a página, Tamen de Gushi saí em capítulos curtos de umas poucas”páginas”, com um ou dois quadros em cada uma. Esse tipo de ritmo facilita por exemplo, criar uma piadinha simples por capítulo, numa lógica parecida com a de 4-koma. Apesar dessa narrativa fragmentada parecer cansativa a primeira vista, o clima leve da história permite que a série seja uma leitura fácil e fluída. É o tipo de obra que dá para começar e alcançar os capítulos atuais em um só dia, mesmo com a grande quantidade de capítulos.

tamen-de-gushi

Como eu disse, é quase como um 4-koma

E falando nisso, por mais que eu tenha me referido à Tamen de Gushi como comédia romântica,  a história é um slice of life de alma. O foco não é exatamente mostrar a relação das duas no sentido físico (ou melhor, carnal, com beijinhos e coisas do tipo), mas sim o convívio das duas no dia a dia. Para aqueles que esperam um yuri mais direto nesse ponto,  talvez o ritmo mais lento de Tamen de Gushi quanto ao avanço da relação irrite, mas outro lado, acho que isso permite a série seja mais acessível para quem não costuma ler yuri por exemplo (meu caso, pessoalmente).

A autora também sabe lidar bem com a descoberta da homossexualidade das personagens de maneira amigável. Não é nada muito dramático, justamente para não fugir muito do clima da história, mas também está longe de tratar assuntos como medo da rejeição por exemplo, com descaso. Não sou exatamente a melhor pessoa para falar nesse assunto, mas não acho que alguém vá se sentir ofendido com algum elemento de Tamen de Gushi. As duas tem uma relação simples e saudável, sem muito o que colocar defeito.

000_1476543306

Transformar os personagens da cena em animais: por que não?

Meu único “porém” quanto a obra é que a troca do foco para alguns personagens secundários em certos momentos pode cansar quem acompanha a série. Não que eles não sejam tão carismáticos quanto o nosso querido casal de protagonistas, mas quando você lê a obra justamente por elas, passar capítulos e mais capítulos com plots paralelos pode ser meio frustante, ainda mais quando se tem um lançamento fragmentado em pequenas doses.

Mas paciência, eles não deixam de render umas boas risadas, então no fim mesmo isso pode ser algo positivo dependendo do que você procura no mangá. Fora que, acho bom que Tamen de Gushi tenha um elenco gostoso e divertido de personagens além de Sun Jing e Qui Tong para você acompanhar e se apaixonar. O fato de Tan Jiu conseguir dar carisma à eles com usando apenas alguns poucos quadros também ajuda.

Por ultimo, mas não menos importante, a arte é simplesmente bonita, e encaixa perfeitamente com a história. As personagens femininas são desenhadas de maneira delicada e sempre reflete bem o estilo e personalidade de cada uma. Qui Tong por exemplo é mais fofinha e feminina, enquanto nossa protagonista Sun Jing tem um jeito tomboy fantástico. Personagens masculinos também tem uma boa variação de tipos de corpo e não deixam de ser tão atraente os olhos quanto as meninas, o que quase me faz querer ela faça algum BL um dia também (mas Old Xian já tem função, então deixa quieto). Para uma webcomic feita por uma pessoa só sem assistentes, mesmo que saindo em pequenas doses sem periodicidade definida, a arte de Tamen de Gushi tem um refinamento alto e bom nível de detalhes, tanto no sombreamento quanto nos cenários e até as dobras dos tecidos das roupas das personagens.

Concluindo, recomendo Tamen de Gushi para todo mundo. Sério, qualquer um mesmo, não consigo imaginar motivos para alguém odiar isso. Você pode talvez não gostar tanto, mas odiar é mesmo difícil. Bem, mesmo eu que não sou fã de comédias românticas em geral, gostei. Eu sinto muito por não fazer uma análise muito profunda além do “personagens: bom, arte: boa”, mas Tamen de Gushi simplesmente não dá muito margem para isso. É algo que você pega depois de um dia estressante de trabalho e lê para voltar à ter um sorriso no rosto.

012_1473927718

Bem, se você já conhece Tamen de Gushi, dê uma olhada nos já citados 19 Tian e Mosspaca Adversement Departament. O primeiro é praticamente um gender-bender de Tamen de Gushi, feito pela colega de Tan Jiu, Old Xian, o segundo é feito pelas duas, contando de maneira surreal algumas situações do Mosspaca (lugar onde elas trabalham), além de alguns conceitos para comerciais e outras coisas aleatórias (muito, muito aleatórias).

Minha indicação foi para o canal Hokkai – Meu Caminho, com Un-Go. Eu vi essa série à um bom tempo atrás (ainda quando ela estava passando) e me lembro de ter gostado muito na época, então espero que tenha agradado. Acho que por hoje é só, espero trazer mais textos com um pouco mais de frequência agora…

corrente_de_reviews_2016_top

Link para a central da Corrente de Reviews 2016

 

 

 

Anúncios

Um pensamento sobre “Tamen de Gushi: a história delas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s